(19)3898-1295 atendimento@vocevencedor.com.br

A nossa autoestima é o sentimento de importância, capacidade e valor que temos em relação a nós mesmo. Acreditar em nosso próprio potencial, confiarmos em nós mesmos e em nossas iniciativas.

Para sermos um adulto de sucesso em nossa vida, relacionamentos e trabalho necessitamos ter uma alta autoestima.

O ideal para termos autoestima elevada seria termos tido uma infância com liberdade de nos expressarmos e podermos falar de nossos sentimentos. Sermos acolhidos de forma carinhosa e generosa pelos pais e adultos a nossa volta.

Termos sidos elogiados e encorajados a nos aceitarmos como somos, como um ser único que merece ser amado, aceito e aprovado do jeito que é. Mas, o que fazer quando já nos tornamos adultos e não tivemos essa infância apoiadora?

É, infelizmente a maioria de nós não teve essa infância dadivosa. Então, nossa autoestima pode ficar desfragmentada e necessitamos reconstruir o que foi que brado, pois ninguém nasce com autoestima baixa, acreditando: “Eu não sou bom o suficiente!”

Isso foi aprendido e condicionado.

Uma boa forma de fazer esse resgate de nossa autoestima original é um “Exercício de auto aceitação”.

Aprendermos a aceitar não somente nossa luz, mas também nossa sombra. Aceitar não somente os “altos” de nossas vidas, mas os “baixos” também, compreender e acolher carinhosamente tudo o que existe em nós, psicologicamente e emocionalmente;

Como: nosso próprio eu; nossa criança interior; nossos pais; nossa infância; nossa história de vida; nossas emoções positivas e negativas; nossas culpas também.

Quando integro em meu coração todas as minhas partes psicológicas e emocionais que antes eu não gostava, criticava, rejeitava, negava ou que me trazia sentimento de culpa, posso me ver e sentir de maneira diferente. Uma auto aceitação pela perspectiva do próprio coração.

Essa nossa auto aceitação e a nossa autoestima andam de mãos dadas e quando uma cresce, a outra cresce junto e na verdade quem acaba crescendo somos nós mesmos.

Vamos ao “Exercício de auto aceitação: passo-a-passo:

  • Coloque duas cadeiras iguais de frente uma para a outra em um local que pode se manter um tempo sem ser incomodado;
  • Relaxe o corpo, os ombros e faça uma respiração profunda concentrando-se somente em você mesmo, em seu exercício e no momento presente;
  • Dê a si mesmo um comando da intensão do exercício: dizendo: “A partir de hoje eu me permito-me aceitar e me estimar cem por cento.

Eu digo sim a mim mesmo (a)!”

  • Concentre- se e pense um pouco na criança que você foi, se não lembrar de nada, simplesmente invente. Pense nessa criança que existe dentro de você que pode estar sozinha, esquecida e abandonada, esperando um carinho, um colo e elogio. Agora projete a mentalmente na cadeira a sua frente, use a imaginação ou simples intensão de colocá-la na cadeira à frente.
  • Olhe para ela com carinho e diga: “Sinto muito se te rejeitei, mas agora eu te aceito. Eu digo sim à você. Eu aceito tudo o que aconteceu e integro em mim. Eu abro meu coração para você. Eu digo sim! Sim! Eu te aceito assim como você é com todo desafio que para mim isso representa. Irei fazer algo de bom com tudo o que nos aconteceu. Seja o que foi tenha acontecido, tomo-o como fonte de força. Eu digo sim e tomo como fonte de força.”
  • Faça uma respiração profunda, feche os olhos e observe o que acontece em seu interior. Se estiver se sentindo bem, agradeça. Se sentir que ainda não está bem repita o exercício.
  • Agora faça o mesmo exercício colocando: seu “eu adulto”; sua infância; seu pai; Sua mãe; Sua história de vida; suas emoções; suas culpas.

Esse exercício de auto aceitação com certeza elevará sua autoestima e mudará sua vida para melhor. Mãos-a-obra!