(19)3898-1295 atendimento@vocevencedor.com.br

 A primeira carta de João no Novo Testamento afirma que “Deus é luz”. Se somos a imagem e semelhança do Pai Criador, por que muitas vezes perdemos a lucidez?
Na correria em que todos se encontram hoje, é muito fácil nos perdermos em emoções negativas, sentimentos de abandono e de solidão, nos  caminhos sórdidos de depressão, estresse e outros transtornos psíquicos. Na verdade o que nos falta são pequenos momentos de silêncio, não somente o “calar a boca”, mas sim um silêncio interior, onde os pensamentos se acalmam e nós nos tornamos mais lúcidos.

Ter luz no ambiente nos impede de tropeçar, ter luz interior nos leva ao caminho elevado do autoconhecimento. Estar lúcido é mais do que ter luz interior, é se reconhecer como a luz que ilumina nosso próprio caminho. Ser lúcido é sair do piloto automático e assumir a direção de nossa própria vida em nossas próprias mãos, usando nossa inteligência para discernir qual o melhor caminho e usar nossa vontade para segui-lo. Isso é ser líder de si mesmo.

O homem já viajou pelo espaço sideral, mas poucos têm coragem de viajar para dentro de si, faça-o se quer ser feliz. Quando você tem luz interna, um interior próspero, você brilha no mundo externo. Pois, se há escassez em qualquer área de sua vida, é porque isso é escasso dentro de você.
Se falta alguém que lhe ame, talvez lhe falte auto amor para tê-lo primeiro, oferecê-lo em segundo e em terceiro lugar recebê-lo. Se lhe faltam com respeito, olhe bem para dentro de si, se necessário olhe de novo ou um pouco mais fundo e veja como anda seu auto respeito e lembre-se de olhar para fora e perceber o quanto de respeito você tem oferecido aos outros.

Se faltam pessoas que lhe deem um sorriso, olhe no espelho e veja como tem sido o olhar, o sorriso e a expressão que tem ofertado aos outros. Talvez você descubra que os outros tem sido para você um grande espelho.
Se as pessoas não te ouvem, nem te compreendem, pare um pouquinho e repare: o quanto você tem ouvido e compreendido os outros? O quanto você tem dado atenção a si mesmo?

Se é o dinheiro que tem sido escasso em sua vida, pense o quanto você tem sido próspero para com a vida, ela lhe devolve o quanto você põe nela. A prosperidade é mais que dinheiro, é um estado de espírito.
Se mesmo colocando muito na vida, você tem recebido pouco em troca, pergunte-se: A quem devo perdoar? Não há maior tampão para o fluxo da prosperidade do que a falta de perdão. Mas preste atenção! Se o dinheiro não lhe para nas mãos, escorrega mais do que sabão, veja pelo que você deve se perdoar e se perdoe. Isso liberta!
Lembre-se sempre da chave de ouro para a porta da prosperidade: tudo o que você precisa está dentro de você e é inesgotável. Mas está num lugar que somente você mesmo pode alcançar, não adianta buscar isso nos outros ou esperar que os outros busquem para nós.

Foquemos no que nos diz Emerson: “O que existe atrás de nós e na nossa frente é insignificante quando comparado ao que existe dentro de nós”.
Quando nos preocupamos com o futuro sentimos medo e ansiedade; quando nos prendemos ao passado vivemos de ressentimentos. Viva o hoje, a escolha é sua, temos livre arbítrio. Há uma ordem natural para o Universo e para nossas vidas, e quando lutamos contra essa ordem, criamos infelicidade e desarmonia.

Encontre sua luz interior, traga-a para fora e brilhe muito, pois a luz atrai luz. Ilumine sua vida, isto é, entregue a Deus suas sombras e coloque luz no seu lugar. Você tem luz interior, acredite! É impossível ser filho de Deus e não possuir qualidades e virtudes.
Seja mais lúcido diante da beleza da vida e de sua existência, sua face é uma página em branco que somente você pode ilustrar, estampe-a com um sorriso.

O sorriso é uma grande expressão da alma, um atestado de sua felicidade que, quando apresentado para o espelho da vida, adivinhe a imagem que ele nos devolve? Então sorria!
Você já é um vencedor! Seja o próprio herói da sua vida, liberte-se e lembre-se: em um patamar elevado de sabedoria, doar é sinônimo de receber.